A influência do complexo industrial-militar na Política Externa dos Estados Unidos da América após os atentados do 11 de Setembro

Resumo

O presente artigo analisa as influências do complexo industrial-militar (CIM) na tomadade decisões dos policymakers estadunidenses e o posterior aumento do orçamento militarno início do século XXI, a partir dos atentados terroristas de 11 de Setembro de 2001. Alémdisso, pretende-se discorrer sobre a legitimação da securitização da defesa e da consequenteadoção de uma política externa constantemente militarizada, justificada pela Guerra GlobalContra o Terror, a qual é subsidiada pelos trabalhos desenvolvidos por alguns think tanksespecíficos e que são financiados pelo CIM, sendo disseminadas as ideias securitizantes nosdiscursos dos principais stakeholders governamentais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elias David Morales Martinez, Universidade Federal do ABC UFABC
Formado em Ciência Política e Relações Internacionais (UNAL). Mestre em Relações Internacionais (UnB). Doutor em Integração América Latina (USP). Prof. de Relações Internacionais - Universidade Federal do ABC  UFABCProf. da Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais Universidade Federal do ABC
Thaís Regina Servidoni, Universidade Federal do ABC Concordia Public Affairs Strategies
Bacharel em Ciências e Humanidades – Universidade Federal do ABCBacharel em Relações Internacionais – Universidade Federal do ABCConsultora de Relações Governamentais – Concordia Public Affairs StrategiesSão Paulo.

Referências

BUSH, G. Discurso ao Congresso. 20 setembro 2001. Disponível em: <https://georgewbush-whitehouse.archives.gov/infocus/bushrecord/documents/Selected_Speeches_George_W_Bush.pdf> Acesso em: 20 set. 2018.

BUZAN, B. New Patterns of Global Security in the 21st Century. International Affairs, v.67, n.3. p. 431-451, 1991.

______. Security: A New Framework for Analysis. London: Lynne Rienner, 1998.

COX, R. The Military-Industrial Complex and US Military Spending After 9/11. Florida: Class, Race and Corporate Power. Vol.2, 2014.

EISENHOWER, T. Farewell Address to the Nation. Washington: Casa Branca, 17 jan. 1961. Disponível em: https://www.fordlibrarymuseum.gov/library/document/0011/1683358.pdf Acesso em: 10 set. 2018.

EXECUTIVE OFFICE OF THE PRESIDENT. Deterrence & survival in the nuclear age - Gaither Report. Washington: 1957. Disponível em: <https://nsarchive2.gwu.edu//NSAEBB/NSAEBB139/nitze02.pdf> Acesso em: 22 abr. 2018.

FRASER, C. US Foreign Policy After the Cold War: Global Hegemon or Reluctant Sheriff? London: Routledge, 2002.

HARTUNG, W. Prophets of War: Lockheed Martin and the Making of the Military-Industrial. New York: Nation Books, 2010.

MEARSHEIMER, J. The Tragedy of Great Power Politics. New York: W.W. Norton, 2001.

MILLS, C. The Power Elite. New York: Oxford University Press, 1969.

NATIONAL PRIORITIES PROJECT. Federal Spending: Where Does the Money Go. Washington, DC: Institute for Policy Studies. 2015. Disponível em: <https://www.nationalpriorities.org/budget-basics/federal-budget-101/spending/> Acesso em: 20 nov. 2018.

NSC - NATIONAL SECURITY CONCIL. NSC 68 - US objectives and Programs for National Security – 1950.

PECEQUILO, C. A política Externa dos Estados Unidos: Continuidades ou mudanças? Porto Alegre: UFRGS, 2013.

PILLAR, P. Terrorism and US Foreign Policy. Washington DC: Brookings Institution Press, 2003.

PIMENTEL, C. Empresas Militares Privadas e a Construção da Política Externa Americana. 2011. Dissertação (Mestrado) - Curso de Pós-graduação em Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal do ABC, 2013.

SILVA, E.; MORAES, R. Dos “Dividendos da Paz” à Guerra contra o Terror: Gastos Militares Mundiais nas duas Décadas após o Fim da Guerra Fria – 1991-2009. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, 2012. Disponível em: <http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/1156/1/TD_1754.pdf> Acesso em: 28 set. 2018.

THE NATIONAL SECURITY STRATEGY OF THE UNITED STATES OF AMERICA. National Security Strategy 2002 – NSS. Setembro 2002. Disponível em <https://www.state.gov/documents/organization/63562.pdf> Acesso em: 15 mai. 2018.

WALT, S. The Reinassance of Security Studies. International Studies Quarterly, Vol. 35; No. 2; Junho 1991, pp. 211-239. Disponível em <http://users.metu.edu.tr/utuba/Walt%20Renais.pdf> Acesso em: 4 mar. 2018.

WALTZ, K. Theory of International Politics. Massachusetts: Addison-Wesley, 1979.

WOLFE, A. The Rise and Fall of the ‘Soviet Threat’. Washington DC: IPS, 1979.

Publicado
21-05-2019
Como Citar
Morales Martinez, E. D., & Servidoni, T. R. (2019). A influência do complexo industrial-militar na Política Externa dos Estados Unidos da América após os atentados do 11 de Setembro. Carta Internacional, 14(1), 127-152. https://doi.org/10.21530/ci.v14n1.2019.866