A Cooperação Universitária para o Desenvolvimento: mais do que um rótulo
PDF

Palavras-chave

Governança global
Cooperação para o Desenvolvimento
Cooperação Acadêmica Internacional
Brasil

Resumo

A renovação que está experimentando nos últimos anos o Sistema Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento (SICD) levou a uma maior participação de atores públicos e privados não tradicionais, entre eles as universidades. Em consequência (e em parte também a causa disso) a Cooperação Universitária para o Desenvolvimento (CUD), uma das novas dimensões do SICD, está recebendo cada vez mais atenção da academia e dos responsáveis pela execução das políticas externas nacionais. Neste artigo introduzimos um tema novo, ainda não explorado na literatura acadêmica brasileira. Além de apresentar a CUD, avaliamos aqui a viabilidade de sua implantação no Brasil. As universidades brasileiras realizam toda a gama de atividades consideradas como CUD nos países nos quais ela já é concebida e rotulada como uma área específica da política de cooperação internacional. O que falta para ter uma política pública de CUD são estratégias definidas de atuação elaboradas em conjunto pelas próprias universidades, bem como mecanismos de coordenação entre elas.
PDF

Referências

ABC, Agência Brasileira de Cooperação. (s/d) Cooperação Técnica, conceito. Disponível em: <http://www.abc.gov.br/CooperacaoTecnica/Conceito>. Acesso em 29 de novembro de 2013.

ACU, Association of Commonwealth Universities (2010) Declaração da Conferência de Diretores da ACU: Universidades e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. 2010. Disponível em: <http://capetown2010.acu.ac.uk/>. Acesso em 17 de setembro de 2012.

AUF, Agence Universitaire de la Francophonie (2004) Cadre stratégique décennal de la Francophonie. Disponível em: <http://www.auf.org/media/uploads/cadre_strategik_10al.pdf>. Acesso em 29 de novembro de 2013.

ARIAS, Silvia; MOLINA, Estefanía (Orgs.). (2006) Universidad y Cooperación al Desarollo. Cuadernos Solidarios, n.1. Oficina de Acción Solidaria y Cooperación: Universidad Autónoma de Madrid. Madrid.

ARIAS, Silvia; MOLINA, Estefanía. (2008) Universidad y Cooperación al Desarrollo: La Experiencia de las Universidades de la Ciudad de Madrid. Madrid: Los Livros de Catarata.

AYLLÓN, Bruno. (2006) O sistema Internacional de Cooperação ao Desenvolvimento e seu estudo nas Relações Internacionais: a evolução histórica e as dimensões teóricas. Revista de Economia e Relações Internacionais, vol. 5, n. 8, p. 5-23..

BENEITONE, Pablo et al. (2003) University Development Co-operation: Models of Good Practice. Bilbao: Universidad de Deusto.

CAPES, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (s/d) Programa de Qualificação de Docente e Ensino de Língua Portuguesa no Timor-Leste. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/cooperacao-internacional/timor-leste>. Acesso em 21 de março de 2013.

CAPES, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (s/d) Programa Pró-Haiti. Disponível em: <http://www.capes.gov.br/cooperacaointernacional/

haiti/pro-haiti>. Acesso em 21 de Março de 2013.

CASSIANI, Suzani; VON LINSINGEN, Irlan; LUNARDI, Graziela. (2012) Enfocando a Formação de Professores de Ciências no Timor-Leste. ALEXANDRIA Revista de Educação em Ciência e Tecnologia, Florianópolis, v.5, n.2, p. 189-208.

CEURI, Comité Español Universitario de Relaciones Internacionales (2005) Código de Conducta de las Universidades en Materia de Cooperación al Desarrollo. Disponível em: <http://www.ocud.es/en/antecedentes>. Acesso em 19 de junho de 2012.

CEURI, Comité Español Universitario de Relaciones Internacionales (2000) Estrategia de Cooperación Universitaria al Desarrollo. Disponível em: . Acesso em 19 de junho de 2012.

CHAN, V.W.Y. (2004) International Cooperation in Higher Education: Theory and Practice. Journal of Studies in International Education, vol. 8, p. 32-55.

CIUF, Conseil interuniversitaire de la Communauté française. (2010/2011) Rapport d’activités. Disponível em:<http://www.cud.be/images/stories/docs/ra/cudrapport2010.pdf>. Acesso em 25 de outubro de 2013.

CLACSO, Conselho Latino-americano de Ciências Sociais. (s/d) Programa de Colaboração com África e Ásia: Objetivos e Iniciativas. Disponível em: <http://www.clacso.org.ar/area_r_internacionales/3b.php?idioma=port>. Acesso em 24 de outubro de 2013.

ESPANHA. (2000) Estrategia de Cooperación Universitaria al Desarrollo. Disponível em <http://www.ocud.es/en/antecedentes>. Acesso em 19 de junho de 2012.

ESPANHA. (1998) Ley de cooperación internacional para el desarrollo. Disponível em: <http://www.usal.es/webusal/files/Ley_espanola.pdf>. Acesso em 29 de novembro de 2013.

FRERES, Cristian; CABO, Carlos. (2003) Las Universidades de la Comunidad de Madrid y la Cooperación al Desarrollo. Documentos técnicos. Madrid, CRUE. Disponível em: <http://www.idee.ceu.es/Portals/0/Actividades/Universidades_Madrid.pdf>. Acesso em 20 de julho de 2012.

GUNI, Global University Network for Inovation. (2009) Educação Superior em um Tempo de Transformação: Novas Dinâmicas para a Responsabilidade Social. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2009.

INOUE, Cristina Yumie Aoki; VAZ, Alcides Costa (2012) Brazil as a ‘Southern donor’: Beyond Hierarchy and National Interests in Development Cooperation? Cambridge Review of International Affairs, vol. 4, no. 4, p. 507-534.

LANCASTER, Carol. (2007) Foreign Aid: Diplomacy, Development, Domestic Politics. Chicago: University of Chicago Press, 2007. p. 1-61.

LANCHARES, María José. (2006) Empresa y Desarrollo. In: ARIAS, Silvia; MOLINA, Estefanía (org.). Universidad y Cooperación al Desarollo. Cuadernos Solidarios, n.1. Oficina de Acción Solidária y Cooperación: Universidad Autónoma de Madrid. Madrid: UAM, p.149-170.

LAUS, Sonia Pereira; MOROSINI, Marilia Costa (2005) Internationalization of Higher Education in Brazil. In: Wit, Hans de et al. (Orgs.). Higher Education in Latin America: The International Dimension. Washington DC: The World Bank, p.111-147.

LIMA, Maria Regina Soares de (2005) A política externa brasileira e os desafios da cooperação Sul-Sul. Revista Brasileira de Política Internacional, vol. 48, no. 1, p. 24-59.

MAKLAHAN-KARR, David. (2005) La cooperación internacional y los objetivos de desarrollo del milenio (ODMs). Nova York: PNUD, 2005.

MATAIX, Carlos; SÁCHES, Eduardo. (2006) Oportunidades para la colaboración entre ONGD y Universidades. In: ARIAS, Silvia; MOLINA, Estefanía (Orgs.). Universidad y Cooperación al Desarollo. Cuadernos Solidarios, n.1. Oficina de Acción Solidária y Cooperación: Universidad Autónoma de Madrid. Madrid: UAM. p. 137-145.

MEC, Ministério da Educação.(s/d) PEC-G. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12276&ativo=531&Itemid=530>. Acesso em 21 de Março de 2013.

MEC, Ministério da Educação. (s/d) PEC-PG. Disponível em:

< http://www.dce.mre.gov.br/PEC/PECPG.html >. Acesso em 21 de Março de 2013.

NECKEL, Roselane; KÜCHLER, Alita Diana C. (Orgs.) (2010) UFSC 50 Anos: Trajetórias e Desafios. Florianópolis: UFSC.

PEET, R.; HARTWICK, E. (1999) Theories of Development. New York: Guilford.

ROBRECHT, Renard; MOLENAERS, Nadia (2003) University Development Co-operation and Good Practices: Discussion. In: BENEITONE, Pablo et al. University Development Co-operation: Models of Good Practice. Bilbao: Universidad de Deusto, p. 173-186.

AUTOR

AUTOR

SANAHUJA, José Antonio (2007) Más y mejor ayuda? La Declaración de París y las tendencias en la cooperación al desarrollo. In: Mesa, Manuela (Coord.), Guerra y conflictos en el Siglo XXI: Tendencias globales. Anuario 2007-2008 del Centro de Educación e Investigación para la Paz, Madrid:CEIPAZ, p. 71-101.

SEBASTIÁN, Jesús María (2000) Modalidades y tendencias de la cooperación internacional de las universidades, Revista Española de Desarrollo y Cooperación, Madrid, n. 5, p. 125-144.

SINTER, Secretaria de Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina (2011) Relatório de Atividades. Florianópolis: UFSC.

UNCETA, Koldo (Org.) (2007) La cooperación al desarrollo en las universidades españolas. Agencia Española de Cooperación Internacional, Dirección General de Relaciones Culturales y Científicas, Madrid..

VALLER FILHO, Wladimir (2007) O Brasil e a Crise Haitiana: a Cooperação Técnica como Instrumento de Solidariedade e de Ação Diplomática. Brasília: FUNAG.

VLIR, Vlaamse Interuniversitaire Raad.(2011) 2010 VLIR-UOS anual report.

VNU, Programa de Voluntários das Nações Unidas. (s/d) Disponível em: <http://www.pnud.org.br/UNV.aspx>. Acesso em 12 de julho de 2012.

WIT, Hans de et al. (2005) Higher Education in Latin America: The International Dimension. Washington DC: The World Bank.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Downloads

Não há dados estatísticos.