Percepções Identitárias no Reino Unido: Antes e depois do referendo Britânico

Palavras-chave: Reino Unido, União Europeia, Percepções Identitárias, Referendo Britânico.

Resumo

No referendo de 23 de junho de 2016, 52% da população do Reino Unido optaram pela saída da União Europeia. Em maio do mesmo ano, o país apresentou o maior percentual de identificação nacionalista entre os membros do bloco comunitário. Apesar da correlação observada, uma notável mudança ocorreu em novembro de 2016, com um aumento significativo, de aproximadamente catorze pontos percentuais, da identificação tanto como britânico quanto como europeu no país. Considerando que, em alguma proporção, a percepção identitária da população auxilia na compreensão das posições e das atitudes do governo britânico no seu relacionamento com a União Europeia, este artigo propõe uma análise sobre as percepções identitárias britânicas antes e depois do referendo de 2016. Por meio de uma análise diacrônica e comparativa dos dados das pesquisas de opinião do Eurobarometer, evidencia-se que o fraco sentimento de pertença ao bloco e o elevado sentimento nacionalista podem, em alguma medida, explicar o resultado do referendo britânico. Conclui-se que a identidade europeia funciona como um mecanismo de unificação na integração regional, e sua ausência ou a fragilidade tende a enfraquecer a relação entre o país e o bloco, como é o caso do Reino Unido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angélica Saraiva Szucko, Universidade de Brasília / UnB Universidade Federal de Goiás / UFG
Professora substituta na Universidade Federal de Goiás /UFG. Doutoranda em Relações Internacionais na Universidade de Brasília/ UnB. Mestre em Relações Internacionais pela Universidade de Brasília/ UnB (2016) na área de Política Internacional Comparada. Possui Especialização em Relações Internacionais também pela Universidade de Brasília/UnB (2015). Graduada em Relações Internacionais pela Universidade de São Paulo/USP (2010) com intercâmbio acadêmico na Sciences-Po Paris (2009). Aprovada em 1 lugar para o Doutorado na Universidade de Brasília/UnB. Áreas de interesse: integração regional, União Europeia, Reino Unido, teoria de relações internacionais, política internacional.

Referências

BBC. The UK's EU referendum: All you need to know. Disponível em: http://www.bbc.com/news/uk-politics-32810887 Acesso em: 03/10/2017.

BBC. Results of 2017 General Election. Disponível em: http://www.bbc.com/news/election/2017/results Acesso em 03/10/2017.

BBC BRASIL. Plebiscito revela ‘Reino Desunido’ e fosso entre gerações. Disponível em: http://www.bbc.com/portuguese/internacional-36617121 Acesso em: 03/10/2017.

BRUTER, Michael. Citizens of Europe? The emergence of a Mass European Identity. Palgrave Macmillan: New York, 2005.

CHECKEL, Jeffrey T.; KATZENSTEIN, Peter J. (ed.) European Identity. Cambridge University Press, 2009.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 77, Spring, May 2012.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 78, Autumm, November 2012.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 79, Spring, May 2013.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 80, Autumm, November 2013.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 81, Spring, June 2014.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 82, Autumm, November 2014.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 83, Spring, May 2015.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 84, Autumm, November 2015.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 85, Spring, May 2016.

EUROPEAN COMMISSION. European citizenship. Standard Eurobarometer 86, Autumm, November 2016.

EUROPEAN COMMISION. Public Opinion in the European Union. First Results. Standard Eurobarometer 87, Spring, May 2017.

FLIGSTEIN, Neil. Euroclash: The EU, European Identity, and the Future of Europe. Oxford: University Press, 2008.

FUCHS, Dieter ; KLINGEMANN, Hans-Dieter (eds.). Cultural Diversity, European Identity and the Legitimacy of the EU. Cheltenham, UK; Northampton, USA: Edward Elgar, 2011.

GEORGE, Stephen. British Policy in the European Community: the commitment to globalism. University of Sheffield, UK, 1991.

HIRSCHMAN, Albert O. Exit, Voice and Loyalty: Responses to Decline in Firms, Organizations and States. Cambridge, Massachusetts and London: Harvard University Press, 1970.

PERISIC, Bojana. Britain and Europe: a history of difficult relations. Institute for Cultural Diplomacy, Berlin, March 2010

RISSE, Thomas. “European institutions and identity change: what have we learned?” In: HERRMANN, Richard; BREWER, Marylinn, RISSE, Thomas (eds). Identities in Europe and the institutions of European Union. Lanhan MD: Rowman & Littlefield, 2003.

RISSE, Thomas. Neo-functionalism, European Identity, and the Puzzles of European Integration. Journal of European Public Policy, Special Issue, 2005.

TATCHER, Margaret. “The Bruges Speech”. Speech to the College of Europe, 1991. Disponível em: http://www.margaretthatcher.org/document/107332 Acesso em: 03/10/2017.

THE ECONOMIST. Britain votes to leave EU. Disponível em: http://www.economist.com/blogs/graphicdetail/2016/06/daily-chart-17 Acesso em: 01/10/2017.

WASHINGTON POST. The British are frantically Googling what the E.U. is hours after voting to leave it. Disponível em: https://www.washingtonpost.com/news/the-switch/wp/2016/06/24/the-british-are-frantically-googling-what-the-eu-is-hours-after-voting-to-leave-it/?utm_term=.db443189a77a Acesso em: 03/10/2017.

Publicado
16-05-2018
Como Citar
Szucko, A. S. (2018). Percepções Identitárias no Reino Unido: Antes e depois do referendo Britânico. Carta Internacional, 13(1). https://doi.org/10.21530/ci.v13n1.2018.759
Seção
Artigos