A cooperação Sul-Sul brasileira em HIV/AIDS: a doação de antirretrovirais como soft power do Brasil no cenário internacional
PDF

Palavras-chave

Cooperação Sul-Sul
AIDS
antirretrovirais
Soft Power
política externa brasileira

Resumo

A cooperação Sul-Sul brasileira em saúde pode ser visualizada em vários campos da área, tais como no contexto dos bancos de leite humano, na doação de medicamentos antirretrovirais, nos projetos de combate à epidemia de HIV/AIDS em parceria com vários países e na participação com outros países no desenvolvimento de vacinas e medicamentos. No presente artigo, será analisada a cooperação Sul-Sul brasileira para o combate ao HIV/AIDS como soft power do país, por meio da doação de medicamentos antirretrovirais para países das Américas, África e Ásia entre os anos 2003 e 2016. Fontes de soft power – tais como valores políticos, a personalidade de um líder, as instituições e a política externa do país – foram utilizadas para verificar como o Brasil exerceu poder de atração para outros países no sistema internacional, facilitando, nesse sentido, a demanda dos mesmos por cooperação na área. Conclui-se, ao final, que as fontes de soft power destacadas estiveram presentes na referida cooperação.
https://doi.org/10.21530/ci.v13n3.2018.795
PDF

Referências

AGÊNCIA BRASILEIRA DE COOPERAÇÃO (ABC). Cooperação Sul-Sul. Disponível em: http://www.abc.gov.br/Projetos/CooperacaoSulSul. Acesso em: 10 jan 2018

ASSESSORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS (AISA). O que fazemos.Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/assessoria-internacional. Acesso em: 24 jan 2015

ALMOND, Gabriel A.; VERBA, Sidney. The Civic Culture or The Civic Culture: Political Attitudes and Democracy in Five Nations. California. Sage Publications.1963

BALDWIN, David A. Neorealism and Neoliberalism. The Contemporary Debat. New York, Columbia University Press.1993.

BANCO MUNDIAL. Prevalence of HIV, total (%population ages 15-49). Disponível em: https://data.worldbank.org/indicator/SH.DYN.AIDS.ZS. Acesso em: 20 mar 2018

BARBOZA, Tayná Marques T.; PINHEIRO, Leticia.; PIRES-ALVES, Fernando. O diálogo entre saúde e política externa brasileira nos governos de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luís Inácio Lula da Silva (2003-2010). Rev. Carta Inter, Belo Horizonte, v. 12, n. 3, 2017, p. 175-198. Acesso em: 12 fev 2018

BATISTELLA, Carlos. Abordagens contemporâneas do conceito de Saúde in O território e o processo saúde-doença. Organizado por Angélica Ferreira Fonseca e Ana Maria D’Andrea Corbo. – Rio de Janeiro: EPSJV/Fiocruz. 2007. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3120150/mod_resource/content/2/O%20territ%C3%B3rio%20e%20o%20processo%20sa%C3%BAde-doen%C3%A7a.pdf>. Acesso em: 10 mar 2018

BOBBIO, Norberto. Estado, Governo e Sociedade. Fragmentos De Um Dicionário político. 20ª ed. Rio de Janeiro/São Paulo. Paz e Terra. 2017

CARICOM. Who we are. Disponível em:<http://www.caricom.org/. Acesso em: 15 dez 2017

CEZAR, Vagner Mendes; DRAGANOV, Patricia Bover. A História e as Políticas Públicas do HIV no Brasil sob uma Visão Bioética. Ensaios Cienc., Cienc. Biol. Agrar. Saúde , v. 18, n. 3, p. 151-156, 2014. Disponível em: http://www.redalyc.org/html/260/26042165006/ . Acesso em: 15 set 2018

CHATUVERDI, Sachin; THORSTEINSDÓTTIR, Halla. BRICS and South-South Cooperation in Medicine: Emerging Trends in Research and Entrepreneurial Collaborations. Discussion paper #177.Research and Information System for Developing Countries. 2012. Disponível em: http://www.ris.org.in/brics-and-south-south-cooperation-medicine-emerging-trends-research-and-entrepreneurial. Acesso em: 12 mar 2018

CHEQUER, Pedro. A Resposta Nacional ao HIV/AIDS. 2004. Disponível em: http://www.who.int/intellectualproperty/events/HIVAIDSPedroChequer.pdf. Acesso em: 15 dez 2017

CORRÊA, Marcio Lopes. Prática Comentada de Cooperação Internacional. Entre a Hegemonia e a busca de autonomia. Edição do autor, Brasília, 2010.

DUTTA, Abhinav. The Concept of Soft Power: A Critical Analysis in International Affairs Forum. Disponível em: http://www.ia-forum.org/Content/ViewInternalDocument.cfm?ContentID=8393. Acesso em: 15 set 2018

FERGUSON, Niall. Think Again: power in Foreign Policy. 2009. Disponível em: https://foreignpolicy.com/2009/11/03/think-again-power/ . Acesso em: 16 set 2018

FIOCRUZ. Rede de cooperação em HIV/AIDS. Disponível em: http://www6.ensp.fiocruz.br/radis/revista-radis/31/reportagens/rede-de-cooperacao-em-hivaids. Acesso em:10 feb 2018

______Fiocruz produz mais de 150 milhões de antirretrovirais e desenvolve novas formulações para atender público infantil. 2018a. Disponível em: https://agencia.fiocruz.br/fiocruz-produz-mais-de-150-milhoes-de-antirretrovirais-e-desenvolve-novas-formulacoes-para-atender. Acesso em: 20 set 2018

______Medicamento 3 em 1 para a AIDS começa a ser distribuído em todo o país. 2018b. Dsiponível em: https://www.bio.fiocruz.br/index.php/noticias/903-medicamento-3-em-1-para-tratamento-da-aids-comeca-a-ser-distribuido-em-todo-o-pais. Acesso em: 20 set 2018

GRAY, Colin S. Hard power and Soft Power: The utility of Military Force as an instrument of police in the 21st Century. Strategic Studies Institute Publications. 2011. Disponível em: http://ssi.armywarcollege.edu/pdffiles/pub1059.pdf. Acesso em: 15 set 2018

HERZ, Monica; FLORENTINO, Lucas Perez; MIRANDA, Victor Costa Velho . A coordenação dos BRICS nos fóruns multilaterais. BRICS Policy Center – Policy Brief. 2012. Disponível em: http://bricspolicycenter.org/homolog/uploads/trabalhos/5782/doc/1368571065.pdf. Acesso em: 10 jun 2016

HOSPITAIS BRASIL. Aids: o que é CD4 e seu papel nos 30 anos de combate à doença no Brasil. 2018. Disponível em:http://portalhospitaisbrasil.com.br/aids-o-que-e-cd4-e-seu-papel-nos-30-anos-de-combate-a-doenca-no-brasil. Acesso em: 20 set 2018.

IDEC . Acordo Comercial entre Índia e UE pode Prejudicar acesso a medicamentos. 2018.Disponível em: https://idec.org.br/em-acao/em-foco/acordo-comercial-entre-india-e-ue-pode-prejudicar-acesso-a-medicamentos. Acesso em: 30 mar 2018

INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA ; AGÊNCIA BRASILEIRA DE COOPERAÇÃO (IPEA/ABC); MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (MRE) Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional. 2011-2013. LIMA, B. J. B (Editor). Brasília: Ipea: ABC, 2016. Disponível em:www.ipea.gov.br. Acesso em: 10 out 2016

KICKBUSCH, Ilona. 21st Century Health Diplomacy: A new Relationship Between Foreign Policy and Health in 21st Century Global Health Diplomacy edited by Thomas E. Novotony, Ilona Kickbusch and Michaela Todd. Singapore. Published by World Scientific Publishing Co. Pte. Ltd. 2013

LEITE, Iara Costa, SUYAMA, Bianca.; WAISBICH, Laura Trajber . Para além do tecnicismo. A cooperação brasileira internacional para o desenvolvimento e os caminhos para a sua efetivação e democratização. Articulação Sul. 2013. disponível em: http://articulacaosul.org/wp-content/uploads/2014/07/Policy_Briefing_Para_alem_do_tecnicismo.pdf. Acesso em: 10 jun 2016

LIMA, Thaísa Gois Farias de Moura Santos; CAMPOS, Rodrigo Pires. O perfil dos projetos de cooperação técnica brasileira em AIDS no mundo: explorando potenciais hipóteses de estudo. RECIIS – R. Eletr. de Com. Inf. Inov. Saúde. Rio de Janeiro. 4(1):119-133, mar, 2010

MATSUDA, Takeshi. Soft Power and its perils: US Cultural Policy in Early Postwar Japan and Permanent Dependency.US, Stanford University Press, pp. 4-6. 2007

MCCLORY, Jonathan. The Soft Power 30. A Global Ranking of Soft Power. 2018. USC Center on Public Diplomacy. Disponível em: https://softpower30.com/ . Acesso em: 10 sep 2018

MINISTÉRIO DA SAÚDE. BANCO DO BRASIL. Gasto do governo brasileiro em Reais entre 2002-2012, e de 2011 a 2015, com a cooperação brasileira de combate ao HIV/AIDS. Informação fornecida pelo Ministério da Saúde por meio do eSic. (2016a)

MINISTÉRIO DA SAÚDE. DEPARTAMENTO DE DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS. SECRETARIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE. Doações de antirretrovirais brasileiras entre 2013-2016. (2016b)

MINISTÉRIO DA SAÚDE. DEPARTAMENTO DE DST, AIDS E HEPATITES VIRAIS . História da AIDS. (2016c). Disponível em: http://www.aids.gov.br/pagina/historia-da-aids. Acesso em: 01 dez 2014

MINISTÉRIO DA SAÚDE . Brasil participa da 22ª Conferência Internacional de AIDS. (2018). Disponível em: http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/43874-brasil-participa-da-22-conferencia-internacional-de-aids. Acesso em: 25 set 2018

______Relatório de gestão 2009 da Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde (AISA) /Ministério da Saúde, Gabinete do Ministro, Assessoria de Assuntos Internacionais de Saúde. Brasília : Editora do Ministério da Saúde, 2010.

______UNAIDS;UNICEF;UNFPA.LAÇOS SUL SUL (2007/2008) Disponível em: http://www.unicef.org/brazil/pt/07_08_LSSBooklet.pdf. Acesso em: 15 dez 2014

MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (MRE) . Sistema de Atos Internacionais. (2016).Disponível em: http://dai-mre.serpro.gov.br/. Acesso em: 10 out 2016

NYE JR, Joseph. S. Soft power. The means to success in world politics. New York, Public Affairs. 2004. pp.191

OMS . HIV Vaccines. (2014). Disponivel em: http://www.who.int/hiv/topics/vaccines/Vaccines/en/ acesso em: 09 jan 2015

______UNITAID. Innovation for global health. (2018). Disponível em:http://www.who.int/global-coordination-mechanism/working-groups/unitaid.pdf. Acesso em: 20 set 2018

ONU . A/RES/46/182 (2016a) .Disponível em: http://www.un.org/documents/ga/res/46/a46r182.htm. Acesso em: 17 out 2016

______ A/RES/58/114. (2016b )Disponível em: http://www.preventionweb.net/files/resolutions/N0350142.pdf. Acesso em: 17 out 2016

PUENTE, Carlos Alfonso Iglesias. A cooperação técnica horizontal brasileira como instrumento da política externa: evolução da cooperação técnica com países em desenvolvimento – CTPD- período 1995-2005. Brasília. FUNAG, 2010.

SOUZA, Andre de Mello e Acordo sobre os Aspectos dos Direitos De Propriedade Intelectual relacionados ao Comércio (Trips): Implicações e Possibilidades para a Saúde Pública no Brasil. IPEA. Texto para discussão 1615. 2011, p 1-37. Disponível em: http://www.ipea.gov.br/sites/000/2/publicacoes/tds/TD_1615_WEB.pdf. Acesso em: 15 set 2012

UNAIDS. Global Report. UNAIDS report in the global AIDS epidemic (2013). Disponível em: http://www.unaids.org/sites/default/files/en/media/unaids/contentassets/documents/epidemiology/2013/gr2013/UNAIDS_Global_Report_2013_en.pdf .Acesso em: 07 out 2014

UNAIDS DATA . Disponível em:http://www.unaids.org/sites/default/files/media_asset/20170720_Data_book_2017_en.pdf. Acesso em: 01 mar 2018

UNITAID. About us. 2018. Disponível em: https://unitaid.eu/about-us/#en. Acesso em: 15 mar 2018.

WALTZ, Kenneth N. Theory of International Politics. Reading, Mass:Addison-Wesley. 1979

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Autores mantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Downloads

Não há dados estatísticos.