Hoyêdo Nunes Lins; Luísa Correia Filho
Rev. Carta Inter., Belo Horizonte, v. 16, n. 1, e1100, 2021
1-27
Terra e agricultura nas relações
sino-angolanas: um estudo sobre
parceria e conflito em Angola
Land and agriculture in sino-angolan
relations: a study on partnership and
conflict in Angola
Tierra y agricultura en las relaciones
chino-angoleñas: un estudio sobre
asociación y conflicto en Angola
DOI: 10.21530/ci.v16n1.2021.1100
Hoyêdo Nunes Lins
1
Luísa Correia Filho
2
Resumo
A busca por recursos naturais sobressai nas investidas interna-
cionais de alguns países, sendo a China uma das melhores
ilustrações. Motiva a política externa chinesa, assim orientada, o
abastecimento principalmente de matérias primas energéticas e de
produtos agrícolas. Para as áreas implicadas, os desdobramentos
podem se mostrar problemáticos, mormente pelas disputas por
recursos essenciais. Este estudo focaliza esse assunto, investigando
a parceria governamental entre China e Angola que criou a empresa
Jiangzhou. Entre as principais atividades da iniciativa, figura o
1 Doutor em Géographie et Aménagement (Université de Tours – França).
Professor do corpo permanente dos Programas de Pós-graduação em Relações
Internacionais e em Economia da Universidade Federal de Santa Catarina,
Santa Catarina, Brasil. (hoyedo.lins@ufsc.br). ORCID: https://orcid.org/0000-
0001-7438-2951.
2 P