Políticas Editoriais

Foco e Escopo

A Carta Internacional é uma revista da Associação Brasileira de Relações Internacionais, dedicada à publicação de trabalhos científicos da área. Seu objetivo é promover o debate intelectual qualificado a respeito de temáticas fundamentais do meio internacional que, no âmbito da ABRI, se organizam em sete eixos analíticos: Teoria das Relações Internacionais; Instituições Internacionais; Segurança Internacional, Estudos Estratégicos e Política de Defesa; Economia Política Internacional; Análise de Política Externa; História das Relações Internacionais e da Política Externa; Ensino e Pesquisa em Relações Internacionais. O escopo da Revista observa esses eixos analíticos e são muito bem-vindos trabalhos de pesquisadores brasileiros e estrangeiros que tratem de questões e problemas a eles relacionados.

A Carta é uma revista quadrimestral, que recebe, em fluxo contínuo, artigos inéditos redigidos em português ou em inglês. Todo o processo de submissão é feito online, mediante observação das diretrizes para os autores, detalhadas na seção Submissões.

 

Políticas de Seção

Artigos

Verificado Submissões abertas Verificado Indexado Verificado Avaliado pelos pares

Resenhas

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Coluna

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares

Editorial

Não verificado Submissões abertas Verificado Indexado Não verificado Avaliado pelos pares
 

Processo de Avaliação pelos Pares

A Carta Internacional adota o processo de avaliação por pares em duplo cego (double blind peer review). A rigor, são designados dois pareceristas para cada artigo, definidos em função dos seguintes critérios: formação acadêmica, área de atuação, produção acadêmica na área temática do artigo, ausência de conflitos de interesses, diversidade institucional.

 

Periodicidade

A Revista Carta Internacional é de publicação quadrimestral, com uma média de 10 artigos por edição.

 

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

 

Arquivamento

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...

 

Diretrizes para boas práticas editoriais

A equipe editorial da Carta Internacional estrutura sua política editorial a partir das diretrizes e princípios internacionais de boas e más práticas editoriais, reunidos nos documentos "Core Practices", do COPE (Comittee on Publication Ethics); e Responsible research publication: international standards for editors (2011), redigido durante a 2nd World Conference on Research Integrity. Desta forma, afirma seu compromisso com a integridade, clareza e observância dos padrões estabelecidos por estes documentos para o bom gerenciamento de periódicos científicos, subscrevendo abaixo o mais relevantes: 

  • Garantia da confidencialidade no processo de avaliação dos trabalhos no que diz respeito à identidade dos autores e pareceristas;

  • Assertividade e cumprimento dos procedimentos relativos à revisão por pares em duplo cego, prevenindo situações que possam configurar como conflitos de interesses entre as partes envolvidas no processo editorial;

  • Caso haja identificação de conflitos de interesse entre as partes ou de má conduta de envolvidos no processo editorial, como falsificação, fabricação ou distorção de dados e resultados de pesquisa, ou plágio, por exemplo; assegura-se a adoção dos procedimentos previstos pelo COPE (Comittee on Publication Ethics) para resolução de problemas éticos;

  • Zelo pela propriedade intelectual dos autores.

De modo semelhante, a equipe editorial da Carta Internacional preza para que estes mesmos princípios que norteiam a política editorial sejam observados e seguidos pelos autores e pareceristas que colaboram com a revista. Como forma de assegurar isto, assume como referência os padrões descritos em documentos internacionais sobre conduta de avaliadores e autores: 

  • Autores: transparência e honestidade na estruturação e apresentação das metodologias usadas nos trabalhos, bem como dos resultados aferidos pela pesquisa; garantia do caráter inédito e original do trabalho; menção adequada a coautores e colaboradores que participaram de sua confecção; anonimato da autoria até a finalização do processo de avaliação em duplo cego.

Estas diretrizes estão de acordo com o documento Responsible research publication: international standards for authors (2011),  redigido durante a 2nd World Conference on Research Integrity. 

  • Pareceristas/avaliadores: avaliação dos trabalhos com base no mérito científico da proposta; aceitação da solicitação de avaliação somente mediante a constatação de expertise para análise do tema proposto; observância da confidencialidade exigida no processo de avaliação por pares em duplo cego, não revelando informações sobre a atividade de avaliação para outros profissionais; denúncia de conflitos de interesse relacionados à avaliação; imparcialidade quanto a aspectos políticos ou religiosos, por exemplo, que possam permear a análise do tema proposto.

Estas diretrizes estão de acordo com o documento COPE Ethical Guidelines for Peer Reviewers (2013), redigido pelo Comittee on Publication Ethics.

Por meio do compromisso com estes padrões e princípios, a Carta Internacional reafirma seu objetivo de produção do conhecimento científico com a imparcialidade e qualidade exigidos no processo editorial, que contribuem para o intercâmbio de conhecimento entre pesquisadores em relações internacionais.


 

ISSN eletrônico

2526-9038

 

Redes Sociais

 

 

 



Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia